Associação de profissionais de eventos não concorda com manifestação

O protesto convocado para esta terça-feira (05/01) contra a decisão judicial que obriga o Governo do Amazonas a fechar serviços e atividades não essenciais por 15 dias não conta com o apoio da presidência da Associação Amazonense das Empresas e Profissionais de Eventos (AAMEPE).

O presidente da entidade, inclusive, emitiu nota repudiando a participação de membros da Associação na manifestação marcada para acontecer às 9h em quatro pontos de Manaus: entrada da Cidade Nova (zona norte), entrada da Ponte Jornalista Phelippe Daou (zona oeste), Bola da Suframa (zona sul) e Bola do Produtor (zona leste).

Fulvio Porto destacou na “Nota de Repúdio” que quer o melhor para a categoria, mas “que se resguardar é o melhor nesse momento”.

A manifestação intitulada “megamanifestação” foi convocada para protestar contra a decisão do juiz Leoney Figlioulo Harraquian, que nesse sábado (02/01) acatou o pedido do Ministério Público do Amazonas (MPE-AM) para que o Governo do Estado fechasse os serviços não essenciais por 15 dias para tentar conter o avanço do número de casos de Covid-19 no Amazonas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui