quinta-feira, 01, outubro, 2020
Mãe e filho morrem com covid após parto prematuro em Manaus

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Uma grávida de sete meses, diagnosticada com a Covid-19, e o bebê dela morreram em Manaus após parto prematuro. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam), Regivane Mafra tinha 28 anos estava em quadro grave da doença. O número de casos do novo coronavírus passa de 25 mil e já são mais de 1,6 mortes, estado.

Moradora de Tonantins, a 863 KM de Manaus, ela ficou seis dias internada em estado grave. No dia 16, segundo a família da vítima, Regivane conseguiu “carona” numa UTI aérea reservada para um paciente de 60 anos, também com a doença.

A grávida foi internada para UTI do hospital de campanha da Prefeitura de Manaus. Dois dias depois, ela teve descolamento da placenta e precisou ser novamente transferida, dessa vez para uma maternidade.

O parto ocorreu na maternidade Ana Braga, na capital. A Secretaria de Saúde do Amazonas informou que o bebê não resistiu no pós-parto, devido à prematuridade.

Em estado grave após o parto, a mãe foi transferida para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) da maternidade Balbina Mestrinho, porque os leitos de UTI na maternidade Ana Braga estavam com ocupação máxima. Ela morreu no dia seguinte.

Fonte: G1/AM

Leia Também

Siga nossas mídias sociais

redacao@portaldacapitalam.com.br

(92) 99514-1517

Portal da Capital Am

Informação com Credibilidade

Copyright © Todos os direitos reservados.