sexta-feira, 30, outubro, 2020
Aos 72 anos, aposentado conclui graduação de Direito em Manaus

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Formar-se em um curso de ensino superior é um momento único para todo estudante. Quando a trajetória até o sonhado diploma é marcada por desafios e superações, esse marco se torna ainda mais especial. É o caso do aposentado Wandbergh Caldas que, aos 72 anos, realizou o sonho de se graduar em Direito pela UniNorte – Centro Universitário do Norte.

O mais novo bacharel colou grau em uma cerimônia singela realizada pela Instituição, mas cheia de significado. “Eu tinha um sonho de me formar em Direito. Aproveitei essa oportunidade da minha aposentadoria para me dedicar a essa nova graduação em uma Instituição referência como a UniNorte. Me sinto feliz e satisfeito por ter tido êxito nessa missão”, declarou Wandbergh.

Essa é a segunda graduação de Wandbergh, que atuou como médico por mais de 40 anos. A cerimônia de colação dele e dos colegas teve que ser adiada por conta da pandemia, e Wandbergh teve que se isolar por fazer parte do grupo de risco. A quarentena foi um momento difícil para o estudante, mas poder celebrar o momento especial trouxe alegria após meses de isolamento social. “Agradeço a todos que me apoiaram nessa aventura e agradeço a direção da Uninorte pela qualidade do ensino que foi colocado à nossa disposição”, disse Wandbergh.

A coordenadora do curso de Direito da UniNorte, Eliza Lasmar, celebrou o momento. “É um momento muito importante toda vez que podemos inserir no mercado pessoas com diferenciais. Durante o curso, demos a Wandbergh o mesmo apoio e estrutura que damos a todos os nossos estudantes, independente da idade, cumprindo a missão de desenvolver os potenciais de cada estudante que vem a nós em busca de uma formação de qualidade”, afirmou a docente.

“Tenho certeza de que o aluno hoje apresentado à sociedade como bacharel em Direito fará a diferença no mercado. Foi um grande desafio que ele conseguiu superar, e é um momento de vitória e alegria para nossa instituição”, disse Eliza.

A idade não é barreira para Wandbergh, que planeja continuar estudando no futuro. “Esse é apenas mais um dos meus passos na procura por saber. Continuo na estrada tentando aprender um pouco mais”, finalizou.

Leia Também

Siga nossas mídias sociais

(92) 99514-1517

Portal da Capital Am

Informação com Credibilidade

Copyright © Todos os direitos reservados.