Festa clandestina que promovia aglomerações na Mansão do Poderoso é fechada pela ROCAM

Manaus – Na noite da última terça-feira (5), uma ação conjunta da SSP (Secretaria de Segurança Pública) e a Polícia Milita (PM), desarticulou uma festa clandestina que ocorria na chamada Mansão do Poderoso, localizada no bairro Santa Etelvina, Zona Norte da capital.

No local, a polícia apreendeu drogas, bebidas alcoólicas, equipamentos de som, ingressos e R$ 1,6 mil em dinheiro vivo. As forças de segurança também encontraram cinco veículos que apresentavam irregularidades e encaminharam para o Neot (Núcleo Especializado em Operações de Trânsito) e ao Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

De acordo com informações, o cabeça desse grupo que organizou a festa ilegalmente foi identificado apenas como “Felipe”, que já é um velho conhecido da Polícia Militar justamente por promover festas em época de medidas restritivas mais rigorosas.

Os organizadores da festa chamada de “Forró do P10”, tinham tudo para fazer o rolê dar certo e todo mundo sair no “lucro”, só que quem planejou o evento clandestino não contava com um pequeno detalhe. A Mansão do Poderoso está localizada na mesma rua do desembargador Ubirajara de Moraes, que ao notar movimentos suspeitos e som alto, realizou a denúncia.

A operação que resultou na prisão de 10 pessoas por descumprimento do decreto estadual em virtude da pandemia de Covid-19, foi coordenada pelo titular da SPP-AM (Secretaria de Segurança Pública) Coronel Louismar Bonates e contou com a presença da ROCAM (Rondas Ostensivas Cândido Mariano).

Da redação, Matheus Medina

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui