quinta-feira, 22, outubro, 2020
‘Setembro Amarelo’: Ponte Rio Negro recebe blitz informativa com adesivagem de carros

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Manaus – A ponte Phellipe Daou, conhecida popularmente como ponte Rio Negro, foi o local escolhido pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) para a abertura das atividades da campanha “Setembro Amarelo” na última sexta-feira (04/09). A ação buscou conscientizar para a prevenção ao suicídio e valorização da vida com uma blitz informativa e adesivagem de carros. A programação continuará por todo o mês, na capital e em outros quatro municípios.

As equipes iniciaram a atividade por volta das 16h, na cabeceira da ponte Rio Negro, sentido Manaus-Iranduba, com a exposição de faixas da campanha. Carros e pedestres que passaram pelo local receberam materiais como ventarolas e pulseiras amarelas em alusão ao tema intitulado “Deixe a vida florescer”. As ventarolas traziam mensagens de apoio e estímulo para a população. Servidores ainda atuaram na adesivagem de carros, chamando a atenção para o número 188, do Centro de Valorização da Vida. Duas tendas de atendimento psicológico também foram instaladas.

O secretário William Abreu, titular da Sejusc, explicou que a ação do Governo do Estado é uma forma de valorizar a vida. Ele acrescenta também que a ponte Rio Negro abriu as ações por ser o local com o maior registro no número de ocorrências desta natureza.

A secretária executiva de Direitos Humanos da Sejusc, France Mendes, afirma que, além da ação na ponte, o “Setembro Amarelo” vai alcançar todas as unidades de Pronto Atendimento ao Cidadão (PACs) do Amazonas com os materiais informativos. Nove delas ficam na capital e quatro nos municípios de Manacapuru, Itacoatiara, Parintins e Iranduba. Além disso, profissionais vão falar sobre o assunto em lives, no instagram @redesejusc, com o objetivo de expandir as informações sobre o tema.

“É um tema que precisa ser levado a sério, com respeito e paciência pelos familiares e pelas pessoas que talvez estejam passando por essa situação. Estamos falando de valorização da vida e de quanto cada pessoa é importante, precisando ser amada e respeitada. É de extrema importância que se fale abertamente sobre isso nas casas, igrejas, escolas e rodas de amigos, pois caso alguém tenha algum problema, possa pedir ajuda nos CAPs (Centros de Atenção Psicossocial) ou nas Unidades Básicas de Saúde (UBS)”.

A pedagoga Deyse Naira passava pelo local e comentou sobre a importância da ação. “Vai conscientizar não somente o cidadão, mas a sociedade ao redor, inclusive sobre a discriminação que muitas pessoas que passam por problemas psicológicos sofrem. É importante falar sobre o assunto não só na mídia, mas como está sendo feito de forma informativa. Acredito que a vida é o mais importante e o objetivo dessa ação é falar sobre a vida”.

Programação

08.09 – Ação no PAC Alvorada / Live no instagram @redesejusc

09.09 – Ação no PAC Parque 10

10.09 – Ação no PAC Educandos e PAC Galeria

11.09 – Ação no PAC São José

14.09 – Ação no PAC Leste

15.09 – Ação no PAC Compensa / Live no instagram @redesejusc

16.09 – Ação no PAC Sumaúma

17.09 – Ação no PAC Via Norte

18.09 – Ação no PAC de Iranduba

21.09 – Ação no PAC de Itacoatiara

22.09 – Ação no PAC de Manacapuru / Live no instagram @redesejusc

23.09 – Ação no PAC de Parintins

29.09 – Live no instagram @redesejusc

30.09 – Encerramento com iluminação do Teatro Amazonas na cor amarelo

Fotos: Raine Luiz / Sejusc

Sonoras: France Mendes – secretária executiva de Direitos Humanos/Deyse Naira – pedagoga

Leia Também

Siga nossas mídias sociais

redacao@portaldacapitalam.com.br

(92) 99514-1517

Portal da Capital Am

Informação com Credibilidade

Copyright © Todos os direitos reservados.