quinta-feira, 01, outubro, 2020
1ª Miss Brasil morre aos 87 anos no Rio de Janeiro

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Do Globo News

Martha Rocha, considerada a primeira Miss Brasil, morreu no sábado (4/7), aos 87 anos, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. O corpo dela foi enterrado neste domingo (5/7), no Cemitério no Santíssimo Sacramento.

A família informou que Martha morreu de insuficiência respiratória seguida de infarto. “A vida dela foi muito sofrida nos últimos anos, ela estava acamada há muito tempo e não conseguia andar. Morreu sem muito sofrimento. Ela já estava cansada. Rodeada de pessoas que cuidavam dela. Esses últimos meses a gente só se falava através de contatos telefônicos. Sinto falta da minha mãe, mas ela descansou”, disse Álvaro Piano, um dos três filhos dela.

Baiana nascida em Salvador, Maria Martha Hacker Rocha virou a primeira Miss Brasil em junho de 1954. O concurso foi realizado no Hotel Quitandinha, em Petrópolis, Região Serrana do RJ. Ela dizia ter 18 anos. À TV Globo, o filho afirmou que ela tinha, na verdade, 21 e queria parecer mais nova.

“Fica na memória uma pessoa que, apesar da fama toda, ela era super simples, brincalhona, moleca. Adorava natureza, planta e os animais, amiga de todos. Viveu 12 anos em Volta Redonda perto do meu irmão. Saiu de lá porque a saúde dela começou a se deteriorar. Trouxe ela para Niterói há 6 anos”, contou Álvaro.

Ainda em 1954, participou do concurso de Miss Universo. Conquistou o segundo lugar, ficando atrás da norte-americana Miriam Stevenson. Há uma lenda que dizia que ela só perdeu o título por “duas polegadas” do quadril. A própria Martha desmentiu.

Em 1995, Martha teria perdido todo seu dinheiro para o cunhado. No ano de 2019, numa rede social, ela escreveu sobre o assunto. “Em 1995, com a fuga de Jorge Piano com todo o meu dinheiro, superei meus problemas com suporte de meus dois filhos, duas amigas e o meu trabalho honrado, vendendo os quadros pintados por mim, e ganhando cachê para divulgar o concurso Miss Brasil”. disse.

Na Globo News, o jornalista e escritor Artur Xexéo comentou sobre o cenário político e social de 1954 e disse que a vitória de Martha Rocha, naquele ano, tornou-se um acontecimento.

“O Brasil estava um pouco deprimido, teve toda uma questão política daquele ano, a morte do Getúlio Vargas. E, de repente, a gente ganha um concurso internacional, e tinha uma mulher linda representando o Brasil para o mundo inteiro. Então foi um acontecimento mesmo”, relembrou.

Leia Também

Siga nossas mídias sociais

redacao@portaldacapitalam.com.br

(92) 99514-1517

Portal da Capital Am

Informação com Credibilidade

Copyright © Todos os direitos reservados.