Ex-sogra e ex-mulheres são indiciadas por ajudar o psicopata do DF

Foto: Reprodução

GOIÂNIA – A Polícia Civil de Goiás confirmou nesta segunda (26) a participação de outras pessoas na fuga do bandido Lázaro Barbosa. Duas ex-companheiras, Luana Cristina Evangelista Barreto e Ellen Vieira da Silva e uma ex-sogra, Luana Cristina Evangelista Barreto e Ellen Vieira da Silva foram indiciadas.

Lázaro foi morto em confronto com policiais militares goianos no Entorno do Distrito Federal, após cometer uma chacina em Brasília.

O Código Penal considera crime quando se ajuda o autor de um crime para que ele não seja alcançado pela polícia ou outra autoridade pública. A pena é de um a seis meses e multa. A investigação vai ser analisada pelo Ministério Público de Goiás (MPGO), que vai definir se vai pedir denúncia, tornando as três rés por favorecimento pessoal.