Mulher teria jogado soda cáustica em jovem após ser chamada de “feia”

O advogado Jean Campos, da defesa de Debora Custódio, suspeita de jogar soda cáustica em Isabelly Ferreira, disse em entrevista para a RICtv Londrina, nesta terça-feira (28), que mensagens encontradas no celular do namorado da suspeita teriam incentivado Debora a cometer o crime. Nas mensagens, teriam frases como: “Está com essa feia, ainda?”, “Com essa bagaceira?” e “Eu sou melhor que ela”.

O ex da vítima, que é atual de Debora e está preso por outro crime, teria respondido que Isabelly era a mulher mais linda do mundo, segundo o advogado Campos. As mensagens teriam sido encontradas pela suspeita no celular do namorado. O advogado diz que essas mensagens “fizeram com que Debora efetivamente perdesse a cabeça, fosse até o local e jogasse a substância no rosto da vítima”.

Jean Campos disse ainda que o crime não foi premeditado, já que os materiais que a suspeita usou, de acordo com o advogado, já eram dela. A camiseta que ela estava usando seria dela mesma e a peruca e a calça seria da avó da suspeita, segundo Campos.

Contudo, a Polícia Civil do Paraná (PCPR) acredita que o crime foi premeditado, o delegado Tristão, da delegacia de Jacarezinho, diz que “as imagens evidenciam que foi um crime planejado, ela estudou os passos da vítima. Sabia que ela frequentava a academia e passava por aquele local naquele momento e resolveu cometer a atrocidade”, comentou Tristão.

O que diz a Polícia Civil sobre o produto jogado na vítima

Em nota, a Polícia Civil do Paraná (PCPR) disse que “aguarda laudos complementares que apontarão a substância com exatidão”. No entanto, o advogado de defesa e a suspeita afirmam que a substância utilizada era soda cáustica.
Suspeita de crime com soda cáustica é presa no PR

Debora Custódio, suspeita de jogar soda cáustica em Isabelly Ferreira, foi presa na última sexta-feira (24), em Jacarezinho, mesma cidade onde o crime aconteceu, por volta das 5 horas da manhã, no pátio de um hotel.

Fonte: RIC +