Senador Omar Aziz reprova medida provisória que não beneficia a classe trabalhista brasileira

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

BRASIL – O senador Omar Aziz segue atuando em prol da população brasileira no Senado e deixou claro que está lutando em favor do trabalhador brasileiro em uma atitude de defesas aos direitos dos mesmos no que se refere a PL 1045 que impede uma série de alterações na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

“A nossa homenagem, senador Fernando Bezerra, é que nós vamos votar contra para mantê-lo na liderança, porque eles não vão cumprir”, disse Omar Aziz (PSD-AM). Além do senador, demais parlamentares de outros partidos também se posicionaram como o senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR), “Não confiamos em acordo que devolva à Câmara. É hora de dar um basta aos jabutis”.

Nas redes sociais, Omar foi elogiado por trabalhadores que agradeceram o apoio recebido pelo senador.

Com um placar de 47 votos a 27, o Senado reprovou a Medida Provisória 1045, que promoveria uma minirreforma na legislação trabalhista.

Os senadores reprovaram a proposta por não acreditarem que os deputados cumpririam o acordo, proposto pelos presidentes das duas Casas e pelo governo, para retirar dispositivos que alteravam a CLT.