terça-feira, 29, setembro, 2020
Aumento da margem consignável é aprovado na Câmara dos Deputados
Proposta do deputado Alberto Neto foi incluída na MP 936. Texto segue para o Senado

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Brasília – A Medida Provisória 936, que trata da manutenção dos empregos no Brasil, e na qual foi incluído o texto do PL 2017/2020, para aumentar a margem consignável, proposta pelo deputado federal Capitão Alberto Neto (Republicanos-AM), foi aprovado na tarde desta quinta-feira (28), na Câmara. 

A partir de agora, a medida, que irá beneficiar aposentados, pensionistas e trabalhadores em todo país, segue para o Senado, onde será destinado a um relator e logo depois a para votação em plenário. O texto garante o aumento em 5% da margem consignável para empréstimos bancários, com juros mais acessíveis. 

Segundo o parlamentar, o texto da MP foi aperfeiçoado no legislativo com a inclusão de textos importantes como do PL 2017. Alberto Neto agradeceu ao apoio do relator, deputado Orlando Silva, e demais que entenderam que esta modificação é importante para milhares de famílias brasileiras. 

 “O aumento da margem consignável é um socorro, um respiro para aposentados que viraram o esteio da família e para trabalhadores que tiveram seus salários reduzidos. Este socorro está sendo contemplado hoje, estamos ajudando a salvar e a reconstruir a economia do país”, disse. 

O deputado Capitão Alberto Neto ressaltou que a medida provisória, criada pelo Executivo, em vigor desde abril, está evitando que o Brasil seja devastado pela pandemia de covid-19. 

“O nosso país está sendo arrasado por esta pandemia, tanto na saúde quanto na economia. Hoje, viemos tratar das questões econômicas. A MP 936 tem freado esta avalanche de desemprego, que neste mês foram 1 milhão de desempregados no país. A aprovação da medida é uma vitória da democracia e do povo brasileiro”, declarou. 

Leia Também

Siga nossas mídias sociais

redacao@portaldacapitalam.com.br

(92) 99514-1517

Portal da Capital Am

Informação com Credibilidade

Copyright © Todos os direitos reservados.