Deputados são denunciados por usar foto de criança morta para criar fake news

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente da Associação de Pais de Crianças Cardiopatas do Estado do Amazonas (APACC/AM), Dione Carvalho, e uma tia de uma criança que faleceu em hospital devido a problemas sérios de saúde, denunciaram dois deputados estaduais, durante um discurso revelador na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

Segundo Dione e a própria tia do garoto, os parlamentares usam as doenças graves das crianças para se autopromoverem e atacar sem provas ou fundamentos o Governo Estadual do Amazonas.

Os políticos no qual os denunciantes se referem são os deputados estaduais Wilker Barreto (Podemos) e Dermilson Chagas (PP), conhecidos por escândalos e espalharem Fake News nas redes sociais.

Na ocasião, o deputado Dr. Gomes (PSC), médico a mais de 25 anos, parabenizou na tribuna da Aleam, o governador Wilson Lima (PSC), pelo investimento ao Hospital Universitário Francisca Mendes – referência cardiológica do Estado – e aos avanços na saúde cardiológica pediátrica, do Estado do Amazonas.

Além do deputado, o presidente da Apacc-AM, Dione Carvalho, também fez questão de parabenizar o governador Wilson Lima, pelos investimentos de mais de 1 milhão no hospital de referência e ressaltou que o governo do Estado abriu convênios em hospitais particulares para dá apoio as filas do Francisca Mendes.

“O senhor governador do Estado do Amazonas, ele fez um investimento de mais de 1 milhão de reais no Hospital Francisca Mendes, no qual eu venho durante 15 anos batendo, lutando, entra governo e sai governo”, afirmou Dione.

“Eu tenho certeza que houve um grande avanço nesses últimos meses, eu posso reafirmar isso”, disse.

“Venho também comunicar aos senhores, que nessa casa tem dois parlamentares que não tem compromisso com as crianças, eles estão usando de má índole a imagem de criança para bater no governo”, ressaltou Dione.

Em seguida, a tia Kate de Ícaro Davi, que faleceu no hospital Francisca Mendes, pediu respeito em relação ao uso inadequado e sem autorização das fotos do sobrinho, por parlamentares para autopromoção.

“Alguns parlamentares que estão dizendo que o Ícaro, ele faleceu por negligência médica e não foi dessa forma, o Ícaro, ele fez a cirurgia, porém a cardiopatia dele era complexa, as chances de sobrevivência dele eram mínimas, então ele fez a cirurgia no dia 18 de dezembro, infelizmente não resistiu e veio a óbito”. Explicou Kate.

“Hoje, senhores eu posso dizer que os pais das crianças cardiopatas estão tendo a devida assistência por meio da Secretaria de Saúde”, finalizou Dione.

Assista ao vídeo:

Leia Também

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com