Entrega de documentos do Corpo de Bombeiros vai até sexta-feira

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Os 796 concursados da saúde do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) começaram a entregar a documentação necessária para o processo de contratação. A expectativa para esta quarta-feira (11/03) é atender, aproximadamente, 200 aprovados.

Na terça-feira (10/03), primeiro dia de atendimentos, 187 pessoas apresentaram a documentação necessária. A entrega acontece no auditório do Comando Geral do CBMAM, localizado na avenida Codajás, 1.565, bairro Petrópolis, zona sul de Manaus; das 8h às 14h, até a próxima sexta-feira (13/03).

Nesta fase, prevista no edital do concurso, devem ser apresentados documentos básicos como comprovante de residência, CPF e RG, além de comprovação de que o candidato não ocupa cargos no mesmo horário do expediente no Corpo de Bombeiros.

“Eles, sendo aprovados nesta fase, passam para a próxima, que é a entrega de exames médicos. Depois, dia 30 (de março), eles já são apresentados no Comando Geral do Corpo de Bombeiros. No dia 31 nós os apresentamos ao Instituto Integrado de Ensino de Segurança Pública (Iesp), e dia 1º (de abril) o curso deles inicia”, explicou o tenente-coronel Sulemar Barroso.

De acordo com Barroso, a entrada dos profissionais de saúde no quadro da instituição atende a uma demanda antiga. “Eles estão vindo para reforçar o nosso efetivo, recebemos com bastante alegria. São novos companheiros que vão usar a mesma farda, com a missão de melhorar o atendimento que a saúde já oferece no estado do Amazonas e, com isso, oferecer um serviço de excelência à sociedade”, frisou o tenente-coronel.

Sonho realizado

Depois de mais de 10 anos de espera, o farmacêutico paranaense Marco Antônio Golin, que será segundo-tenente do Corpo de Bombeiros, vai se mudar para o Amazonas com a esposa e três filhos.

“Fui farmacêutico temporário do Exército, atingi o posto de primeiro-tenente de saúde e, como era temporário, em 2008 findou o meu contrato com o Exército. Continuei minha carreira civil como professor, farmacêutico e aí surgiu o concurso aqui no Amazonas. Como era de uma instituição militar por que tenho muito respeito e de que gostaria muito de fazer parte, não pensei duas vezes em prestar a prova. Então desde aquele dia em 2009 até a data de hoje a gente nunca esqueceu o sonho de vir para o Amazonas e integrar o Corpo de Bombeiros”, ressaltou Golin.

Para o técnico de enfermagem José Helinaldo Costa, que assumirá como terceiro-sargento, a convocação é uma conquista. “É um sentimento de vitória, de conquista para todos nós. São aproximadamente 800 novos bombeiros, foram quase 11 anos de muita luta, muitos governos passaram, mas o nosso governador atual tomou para si essa guerra e conseguiu convocar os novos bombeiros.

O ambiente militar é um ambiente de hierarquia, disciplina, e isso para mim, a partir de hoje, é uma grande conquista, um grande sonho que está sendo realizado”, observou ele.

“Foi um concurso em que nós tivemos entraves administrativos e tentamos resolver de diversas maneiras, pela via judicial, tentamos fazer negociações com o Governo e, infelizmente, não obtivemos sucesso durante muito tempo. Mas enfim conseguimos nossa tão esperada convocação”, complementou a cirurgiã-dentista Sílvia Brandão, nova segundo-tenente do Corpo de Bombeiros.

Sobre a convocação

O anúncio da convocação dos 796 profissionais de saúde aprovados no concurso do Corpo de Bombeiros realizado em 2009, foi feito pelo governador Wilson Lima durante a abertura da segunda edição do “Muda Manaus”, no último dia 6 de fevereiro, no Centro de Ensino de Tempo Integral (Ceti) Elisa Bessa Freire, bairro Jorge Teixeira I, zona leste da capital.

Na ocasião, Wilson Lima assinou o Quadro de Distribuição de Efetivo (QDE), que cria os cargos de profissionais de saúde no Corpo de Bombeiros. O decreto de convocação para admissão e matrícula no Curso de Formação foi publicado no Diário Oficial (DOE) do dia 14 de fevereiro.

Hospital modelo

O projeto do Governo é que o Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, localizado na zona leste de Manaus, torne-se um modelo de unidade com a atuação dos médicos militares. Além de servirem à população no mesmo modelo de atendimento mantido pela unidade de saúde, chamado “Porta aberta”, os bombeiros médicos estarão aptos e prontos para agir em casos de catástrofes naturais, entre outros que necessitem das forças militares.

Leia Também

Siga nossas mídias sociais

redacao@portaldacapitalam.com.br

(92) 99514-1517

Portal da Capital Am

Informação com Credibilidade

Copyright © Todos os direitos reservados.