Amazonas divulga calendário de matrícula da rede pública de ensino

Foto: Divulgação

O calendário de matrículas na rede pública de ensino foi anunciado, na manhã desta sexta-feira (8), pelas Secretarias de Estado de Educação e Desporto (Seduc) e Municipal de Educação (Semed), com prazos para as requisições já definidos. A solicitação deve ser realizada de forma on-line, em função da pandemia de Covid-19, pelo endereço: www.matriculas.amazonas.gov.br

O atendimento aos alunos que já dispõem as vagas garantidas, mas que precisam trocar de escola, devem ser realizadas nos dias 20 e 21 de janeiro (para alunos portadores de deficiência) e 22 a 25 de janeiro (demais alunos). O período de rematrícula que garante a continuidade de estudos dos alunos da rede pública, foi realizado de forma automática pelas escolas estaduais no período de 28 de dezembro a 7 de janeiro.

Os alunos que desejam ingressar na rede pública devem acessar a plataforma nos dias 26 a 27 de janeiro (alunos portadores de deficiência) e 29 de janeiro a 1 de fevereiro. Os alunos que não conseguirem realizar a inscrição podem fazer nova tentativa a partir do dia 2 de fevereiro. O atendimento ficará aberto no decorrer do ano.

Para o processo de transferência por reordenamento (que garante a vaga para estudantes que em 2020 estudaram em escolas que não ofereciam a série subsequente) começou hoje, sexta-feira (8). O procedimento será feito pelas escolas. A confirmação das matrículas nessa categoria será divulgada nos dias 11 e 12 de janeiro.

Segundo Irlanda Araújo, que é a gerente de matrícula da Seduc, escolas com gestão da Polícia Militar e do novo Ensino de Jovens e Adultos (EJA) da Seduc estão com vagas remanescentes disponibilizadas pelo sistema.

“A matrícula para alunos estrangeiros será feita da mesma forma que os brasileiro, preconizando o artigo 5º da Constituição Federal”, frisou.

Para tal, o estudante ou o responsável deve fazer o cadastro e apresentar a documentação solicitada e requerer a matrícula.

“Teremos uma exceção de atendimento presencial, que poderá ser realizada nas coordenadorias regionais e distritais de educação”, destacou a gerente.

Ainda não foi definido a entrega de documentação dos alunos nas escolas.

“Os gestores devem prestar atenção aos alunos encaminhados à escola e devem confirmar. Vamos fazer o necessário. É importante que pais e alunos não andem de um lado para outro na pandemia”, pontuou a gerente de matrículas da Semed, Darlene Ribeiro.

Dúvidas e informações deverão ser enviados para os e-mails [email protected] ou [email protected].

Atualmente, há 168.266 vagas na rede estadual de ensino, sendo 26 mil na capital e mais de 142 mil no interior.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui