terça-feira, 20, outubro, 2020
PMM-SEGUNDA-ONDA-Card-1130x100px
No Dia Mundial do Idoso, Alfredo relembra que construiu o primeiro Parque do Idoso do País

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Os idosos de Manaus contam, desde 2002, com um espaço exclusivo para lazer e atividades físicas. O Parque Municipal do Idoso (PMI), construído e inaugurado por Alfredo Nascimento, do Partido Liberal, que se consolidou como uma opção saudável para as pessoas da terceira idade frequentarem com segurança. Hoje, o parque tem três mil idosos inscritos, dos quais dois mil frequentam efetivamente. Atualmente, em razão da pandemia, encontra-se com as atividades suspensas como medida de segurança.

“Tenho um carinho e cuidado especiais pelos idosos por isso criei o Parque do Idoso, projeto meu, em minha segunda gestão como prefeito. Tenho orgulho de ter idealizado e acompanhado cada etapa da construção daquele espaço até a inauguração, o primeiro do País destinado exclusivamente à terceira idade. Por isso, a revitalização e ampliação dos serviços do parque para os idosos já está em meu plano de governo. Anuncio isso neste Dia Mundial dos Idosos, em homenagem àqueles que vivem em Manaus”, conta Alfredo, candidato a prefeito de Manaus, na chapa “Trabalho bom merece continuar”, que tem a ex-deputada federal Conceição Sampaio como vice-prefeita, e tem o apoio do prefeito Arthur Virgílio Neto.

Uma das ações realizadas no Parque do Idoso é o “Programa Conviver”, por meio do qual são oferecidas, diariamente, atividades físicas, laborativas, recreativas, culturais e de educação à cidadania, numa estrutura que dispõe de piscina térmica, ginásio coberto, auditório com 250 lugares e pista de caminhada.

No espaço também são oferecidas atividades como canto, yoga, palestras socioeducativas, dinâmicas de socialização, musicoterapia, ginástica terapêutica, oficina da memória, artesanatos, alongamentos, dança de salão, dança coreográfica, caminhadas, meditação, natação e pilates.

A aposentada Helena Cardoso, 80 anos, frequenta o PMI há oito anos. Segundo ela, antes sua vida era triste. “No parque ‘me encontrei’ nas apresentações musicais, de teatro e convívio com os colegas. Participo da seresta, dos bailes, tardes dançantes, passeios, poesia, teatro, homenagens em datas comemorativas. Hoje sou outra pessoa”, comemora.

Leia Também

Siga nossas mídias sociais

redacao@portaldacapitalam.com.br

(92) 99514-1517

Portal da Capital Am

Informação com Credibilidade

Copyright © Todos os direitos reservados.