Briga com diretor da Rede Globo fez Roberto Carlos não gravar especial de fim de ano

Entretenimento – O especial de fim de ano de Roberto Carlos, na Globo, virou uma verdadeira queda de braço. Tudo porque o diretor Boninho queria que a apresentação do Rei fosse gravada na Arena da Barra da Tijuca, mas o cantor se recusou. Roberto Carlos não quis sair de casa para correr o risco de se expor ou expor outras pessoas por conta da pandemia de Covid-19.

O Rei até sugeriu um show em seu próprio estúdio, em uma pegada mais intimista, em que mostraria um pouco dos bastidores de sua vida por trás das câmeras, como a capela que tem em casa e o jardim de Maria Rita. Mas Boninho bateu o pé e não aceitou abrir mão da Arena da Barra como locação.
Roberto Carlos, que tem contrato com a emissora até 2022, também sugeriu fazer um compilado de especiais anteriores, mas Boninho também não quis e a saída foi fazer o especial de fim de ano do Rei com imagens inéditas do que foi gravado em Jerusalém, em 2011, com direção de Jayme Monjardim. Roberto vai gravar uma entrada em seu estúdio, para ser exibida antes do especial, e outra com uma mensagem de fé e otimismo, para o final.
Procurado, Roberto Carlos, através de sua assessoria de imprensa, limitou-se a dizer que a decisão de não gravar o especial foi dele e que sua relação com a Globo segue em ‘harmonia’. “Sugeri a TV Globo a não fazer meu especial este ano, pelo grande número de profissionais envolvidos e presentes nas gravações, e fui atendido. Foi sugerido a exibição do show gravado em Jerusalém, que considerei uma boa solução. Minha parceria de mais de quatro décadas com a Globo continua em perfeita harmonia”.
Fonte: Meia Hora

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui