Superman dos ‘anos 90’vers reprova versão bissexual do herói

Foto: Reprodução/ABC

MUNDO – O ator Dean Cain, que interpretou o Super-Homem na década de 90, se manifestou sobre a nova versão do herói, que irá se assumir bissexual nos quadrinhos da DC Comics. Cain, de 55 anos, não ficou muito satisfeito com a novidade.

Para o protagonista de Lois & Clark: As Novas Aventuras do Superman, a editora de quadrinhos deveria focar em temas mais relevantes do que a sexualidade do herói de Kripton.

“Por que eles não pegam ele e fazem ele lutar pelas injustiças que criaram os refugiados cuja deportação ele está protestando? Isso sim seria corajoso. Eu leria sobre isso. Ou lutar pelos direitos de mulheres de frequentarem a escola e trabalhar e viver e meninos não serem estuprados por homens sob o confortável e agradável Talibã”, questionou o ator durante entrevista ao Fox & Friends First.

Ainda segundo o artista, ele não vê a mudança como algo pioneiro, mas sim uma forma de “seguir a moda” da atual geração.

“Eu não acho que seja corajoso ou ousado ou alguma nova direção louca. Se eles tivessem feito isso há 20 anos, talvez isso fosse ousado ou corajoso. Mas corajoso mesmo seria ter ele lutando pelos direitos de pessoas gays no Irã onde eles jogam você de um prédio pela ofensa de ser gay.”, argumentou.

O ator conclui afirmando que ele gostaria de ver outros problemas “reais” sendo abordados na história do super-herói.

“Tem um mal real no nosso mundo hoje em dia, corrupção real e governos que abusam seu poder… Seria ótimo abordar estes assuntos. Eu gostaria de ver uma personagem fazendo isso.”, finalizou.