quarta-feira, 28, outubro, 2020
Mercado impede entrada de jovem por usar short curto: ”Você é homem”; veja o vídeo

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Um homem foi impedido por seguranças de entrar em um supermercado da rede Walmart, no bairro de Itapuã, em Salvador, na noite de sábado (19), por conta do short que usava . Um vídeo captou o momento em que o segurança tenta barrar a entrada da vítima alegando que homens não deveriam usar shorts curtos e que havia crianças no recinto.

O segurança que realizou a abordagem disse reiteradas vezes que a vítima não deveria utilizar aquele tipo de vestuário, pois é um homem e “tem que estar composto” . Após minutos de debate, o homem conseguiu entrar no mercado, mas foi novamente repreendido. 

“Na hora da saída, ajeitei meu short e novamente vieram me repreender. Dessa vez, questionei ao segurança do vídeo sobre o porquê de todo esse incômodo comigo e a resposta foi essa que vocês estão vendo”, escreveu o jovem em sua rede social ao explicar a abordagem

“O senhor, até esse momento, o senhor é homem, então o senhor tem que ajeitar seu short . Homem tem que estar composto, temos várias crianças ali”, disse o segurança diversas vezes no vídeo.

A vítima disse que vai processar a rede de supermercados. Em nota divulgada pelo jornal Correio*, da Bahia, o grupo Big Bompreço, responsável pela unidade onde a abordagem ocorreu, disse que o segurança será afastado . Também disseram que vão realizar ofícinas com os funcionários sobre o código de ética da empresa. O supermercado define em suas regras que apenas pessoas em trajes de banho podem ser impedidas de entrar no local.

“O Grupo BIG informa que o fato ocorrido no supermercado de Itapuã é inadmissível e não corresponde ao procedimentos e valores da empresa. Tomaremos as medidas cabíveis, como o afastamento nesta manhã do segurança terceirizado. A empresa está em contato com o cliente, colocando-se à sua disposição para toda assistência necessária nesse momento. Reiteramos que não aceitamos situações como essa e reforçamos nossos pedidos de desculpas ao cliente”, comentou.

Leia Também

Siga nossas mídias sociais

(92) 99514-1517

Portal da Capital Am

Informação com Credibilidade

Copyright © Todos os direitos reservados.