Adolescente sequestrado aos 19 anos é resgatado no porão do vizinho à 200 metros de sua casa

Omar bin Omran que desapareceu aos 19 anos durante a Guerra Civil na Argelina em 1998, e a sua família presumiu que ele tinha sido raptado ou morto.

O argelino desaparecido há 26 anos foi encontrado na casa do seu vizinho, a poucos minutos a pé, informou terça-feira, 14, o Ministério da Justiça do país.

Agora com 45 anos, ele foi encontrado a apenas 200 metros de distância, na cidade de Djelfa, depois que o irmão do sequestrador divulgou informações reveladoras nas redes sociais, devido a uma disputa de herança.

Ao chegarem no local, familiares começaram a revistar a casa do suspeito, o vizinho ficou tenso quando se aproximaram de um palheiro e acabaram encontrando Omar “sentado em silêncio” embaixo dele.

Segundo informações, o suposto culpado, um porteiro de 61 anos do município da cidade vizinha de El Guedid, foi levado sob custódia após tentar fugir.

A mãe da vítima morreu em 2013, quando a família ainda acreditava que ele estava provavelmente morto. Os meios de comunicação social na Argélia relataram que Bin Omran teria dito que muitas vezes conseguiu ver a sua família de longe, mas não conseguia gritar devido a um “feitiço” que o seu algoz lançou sobre ele.

A descoberta de Bin no domingo resolve um mistério que permanecia na sua comunidade desde a sangrenta guerra civil da Argélia. Os familiares das vítimas da guerra continuam a procurar justiça para os seus entes queridos desaparecidos ou mortos.

Cerca de 200 mil pessoas foram mortas na década de 1990 durante a guerra, que opôs o governo aos combatentes islâmicos. Esse período é por vezes referido como a “Década Negra” da Argélia.

Acredita-se que cerca de 20 mil pessoas tenham sido raptadas durante a guerra, que terminou em 2002. Segundo a SOS Disparus, uma associação argelina para pessoas que desapareceram à força durante a guerra, cerca de 8 mil argelinos desapareceram só entre 1992 e 1998.

O suposto sequestrador, que não teve o nome divulgado, também foi acusado de matar o cachorro de Omran. Fotos de Omran com seu cachorro foram compartilhadas no ano em que ele desapareceu.