quarta-feira, 23, setembro, 2020
Chinês tem bexiga rompida por segurar urina durante 18 horas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Do O dia

Um homem no leste da China sofreu três graves lesões na bexiga por segurar urina por 18 horas, segundo o jornal inglês “Daily Mail”, que cita a mídia chinesa.

O paciente de 40 anos, identificado apenas pelo sobrenome Hu, teria caído em sono profundo depois de beber mais de dez garrafas de cerveja durante uma noitada, sem ir ao banheiro nenhuma vez.

De acordo com o “Zhuji Daily”, Hu acordou na noite seguinte de ressaca, com intensa dor abdominal. Foi levado às pressas para o Hospital Popular de Zhuji, em Shaoxing, na província chinesa de Zhejiang. O paciente não conseguia ficar deitado, nem urinar – tentou inutilmente várias vezes.

Depois de realizar uma tomografia computadorizada, os médicos ficaram chocados ao descobrir que a bexiga dele tinha se rompido em três lugares. Uma das lacerações se abriu em direção à cavidade abdominal e fez com que parte do intestino entrasse na bexiga. Hu foi imediatamente submetido a uma cirurgia. Os cirurgiões disseram ao jornal chinês que o paciente poderia ter morrido se as lacerações não tivessem sido reparadas a tempo.

Apesar da raridade de tais casos, o hospital informou que todos os anos recebe pelo menos um paciente como Hu, com bexiga rompida por segurar urina depois de beber. A bexiga é flexível e pode aumentar de tamanho à medida que os líquidos são consumidos, mas tem uma capacidade limitada a cerca de 350 a 500 mililitros, segundo os médicos.

No entanto, uma pessoa intoxicada pode não sentir a necessidade de urinar depois que o sistema nervoso é suprimido pelo álcool. A bexiga pode então se romper por ser excessivamente esticada pela urina armazenada. Por isso, os médicos ouvidor pelo “Zhuji Daily” alertaram que deve-se evitar segurar o xixi por longos períodos de tempo, principalmente depois de beber.

Leia Também

Siga nossas mídias sociais

redacao@portaldacapitalam.com.br

(92) 99514-1517

Portal da Capital Am

Informação com Credibilidade

Copyright © Todos os direitos reservados.