terça-feira, 27, outubro, 2020
Crueldade: bebê de dez meses morre após ser abusada pelo pai
O homem só procurou ajuda médica após uma hora do acontecido.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Um treinador de futebol americano, de 29 anos, foi considerado culpado pela morte da filha, de 10 meses.

A menina morreu após ser estuprada pelo próprio pai. Austin Stevens, da Pensilvânia, foi acusado, nesta terça-feira (6), de abuso sexual agravado, estupro de menor, e de outros crimes por colocar em perigo o bem-estar de uma criança. 
O advogado do Condado de Montgomery, Kevin Steele, afirma que este caso “é profundamente perturbador”.

“É difícil imaginar que a morte desta criança fosse ainda mais traumática. A agressão sexual a uma criança é uma coisa hedionda e depois a inação do seu pai para lhe salvar a vida levou à morte desta criança”, disse.

Segundo informações, após o estupro o bebê teria ficado inconsciente, o pai da menina, chegou a buscar no google os sinais para saber se a criança estava morta.

O homem só procurou ajuda médica após uma hora do acontecido, após o serviço de emergência chegar, foi encontrado sangue na fralda da criança.

Nesse ínterim, a bebê ainda foi levada com vida ao hospital, porém pouco tempo depois de dar entrada veio a óbito.

As autoridades revelaram que Stevens, que era treinador de futebol de uma equipe juvenil, tinha um acordo de custódia com a mãe da criança.

O suspeito está detido no Estabelecimento Prisional do Condado de Montgomery, e terá de pagar uma fiança de um milhão de dólares para ser libertado.
O advogado disse que é possível que o pai da menina seja condenado a uma pena de prisão perpétua.        

Leia Também

Siga nossas mídias sociais

(92) 99514-1517

Portal da Capital Am

Informação com Credibilidade

Copyright © Todos os direitos reservados.