Mãe tem bebê com duas cabeças e é forçada a entregá-lo para adoção

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Um bebê de duas cabeças nasceu num hospital em Samarkand, no Uzebequistão, num caso raro, que os médicos explicam que “pode acontecer uma vez a cada 220 mil nascimentos”.

Os clínicos ficaram surpreendidos durante o parto, mas verificaram que o caso é ainda mais especial porque a criança se recupera bem e não se trata de um caso comum de gémeos siameses, porque apenas o corpo é partilhado e a criança tem dois cérebros funcionais.

A mãe do bebê quebrou o silêncio e revelou que foi obrigada a levar a gravidez até o fim pelo sogro.

“Descobri que o bebê não estava bem às 21 semanas de gestação, mas o meu sogro é profundamente religioso e não permitiu que eu abortasse, mesmo contra todos os conselhos médicos. A minha vida também estava em risco”, relata a mulher, que não quis se identificar.

Aos jornais locais, o avô do bebê justificou o fato de ter obrigado a nora a dar a neta para adoção: “O que havíamos de fazer? Nem sequer sei se vão sobreviver. Eu errei, não a devia ter obrigado a ir até ao fim com a gravidez.

Eu acreditava que o bebê iria nascer saudável”. Segundo o médico que está coordenando o caso, a criança está se recuperando na Unidade de Tratamento Intensivo  (UTI) e disse que ela pode viver por muito tempo. “Crianças que nascem nestas condições podem, em alguns casos, viver entre 30 e 50 anos”, disse a jornais locais.

Ele disse ainda que o recém-nascido ficará no hospital até que alguma família o adote. Os veículos afirmam ainda que, segundo fontes próximas, a mãe está triste e preocupada com o filho.

Leia Também

Siga nossas mídias sociais

redacao@portaldacapitalam.com.br

(92) 99514-1517

Portal da Capital Am

Informação com Credibilidade

Copyright © Todos os direitos reservados.