‘Dadinho’ morre em confronto com a Rocam e membros de facção realizam protestos em Manaus

Manaus – Erick Batista Costa, o “Dadinho”, 30, morreu após confronto com os policiais militares da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) na noite deste sábado (5) na rua Itaitê, bairro Novo Aleixo, zona Norte de Manaus. E na madrugada deste domingo (6) membros de uma facção criminosa realizaram uma série de ataques como forma de protesto pela morte de “Dadinho”.

Um ônibus foi incendiado em frente do 30° Distrito Integrado de Polícia (DIP), situado na avenida Arquiteto José Henrique Bento Rodrigues, bairro Jorge Teixeira, zona Leste da capital, como forma de intimidar a polícia.

Além disso, o Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) informou que 17 veículos foram incendiados durante a madrugada. Até o momento há poucas informações sobre o caso, mas a Polícia Civil deve investigar se os incêndios tem relação com protestos pela morte do homem.

Os policiais realizavam um patrulhamento de rotina quando foram recebidos com alguns tiros. Rapidamente, eles revidaram e dois tiros atingiram “Dadinho”. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado ao Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) para exames de necropsia.