Maníaco: homem atraia mulheres com vagas de emprego para cometer estupros

vagas

Um homem identificado como Leonardo Ferreira Barbosa, 38, foi preso após se passar por mulher e oferecer na redes sociais falsas vagas de empregos para estuprar adolescentes em Manaus.

A prisão do suspeito ocorreu na manhã desta quinta-feira (19), no bairro Cachoeirinha, zona Sul.

Segundo a delegada Joyce Coelho, titular da Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (DEPCA), durante a prisão, Leonardo tentou fugir da polícia pulando da varanda do condomínio onde mora, mas acabou quebrando a perna e precisou ser socorrido.

Conforme Coelho, o suspeito teria utilizado perfil fake em redes sociais para divulgar as falsas vagas de emprego, direcionadas principalmente à adolescentes. Após iniciar as conversas com as vítimas, o homem oferecia supostas contratações em troca de relações sexuais.

“Na segunda-feira (16), a vítima procurou a delegacia para contar que no final de outubro recebeu uma proposta de trabalho, por rede social, onde seria oferecido um salário de R$1.200 mais um aparelho celular. Em seguida ele recebeu outro número fake e passou a conversar com esse perfil, onde foi dito que para formalizar a contratação ela precisava manter relações com o filho do dono da empresa”, contou.

Em um dos casos, Leonardo havia marcado um encontro com uma adolescente de 15 anos, onde fez a proposta de sexo em troca da falsa vaga. A principio a menor aceitou, mas no local ela desistiu e acabou sendo estuprada e em seguida teve seu celular roubado. Leonardo filmava os estupros para chantagear as vítimas.

“Ele usava esses vídeos para ameaçar as vítimas e provocar novos estupros. Foi assim que pegamos ele, pois o mesmo marcou um encontro com uma vítima em sua própria casa. Leonardo é um perigo, pois passava o dia todo em casa, desempregado, fazendo esses contatos com adolescentes”, comentou.

De acordo com a titular da DEPCA, o mandado de prisão preventiva do suspeito foi expedido nesta quarta e agora ele vai responder pelo crime estupro, roubo e favorecimento à prostituição. Ele deve ser encaminhado a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde deverá permanecer à disposição da Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui