sexta-feira, 30, outubro, 2020
Sem pena, garoto de 16 anos mata agiota que chamou sua mãe de vagabunda

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

O crime que aconteceu no último sábado (03), que teria sido motivado por briga por terra, foi descoberto pela Polícia Civil que a real motivação seria uma ameaça por dívidas entre o menor e a vítima.

Logo após o crime a polícia começou a investigar o caso, que identificou o suspeito, que seria um adolescente de apenas de 16 anos, bem com a real motivação do assassinato, e após denuncias anônimas, investigadores de Manacapuru conseguiram localizar esse menor, que estava escondido na casa de familiares no Bairro da União.

“Nós recebemos essa informação que o crime foi cometido por esse menor, e que ele estava na cidade prestes a empreender fuga, foi então que nós realizamos as diligencias e conseguimos captura-lo, inclusive ele já estava em uma motocicleta em via pública se preparando realmente para fugir do município, nesse momento realizamos a apreensão desse menor, na ocasião que ele confessou o homicídio”. Disse Rodrigo Torres, delegado de Manacapuru.

Apreendido, o menor confessou o crime, alegando ter matado José Wendel da Silva Santana (41), porque estaria sendo ameaçado por ele, por conta de uma dívida além de ter xingado sua mãe a chamando de vagabunda.

Após ser ouvido o menor foi liberado por não haver situação de flagrante delito.
Porém, o caso foi apresentado ao Ministério Público, onde foi protocolado o pedido de internação desse adolescente, uma vez que ele teria confessado o crime para a polícia, bem como a arma utilizada no assassinato também foi apreendida. Mas o pedido de internação foi negado pelo MP.

Leia Também

Siga nossas mídias sociais

(92) 99514-1517

Portal da Capital Am

Informação com Credibilidade

Copyright © Todos os direitos reservados.