Capitão Alberto Neto pede explicações sobre retorno de presos de alta periculosidade para o Amazonas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Brasília – O retorno de 15 detentos do Sistema Prisional do Amazonas, que cumpriam pena em Presídios Federais de Segurança Máxima, ocorrido este mês, provocou uma sensação de insegurança na população do estado, que teme aumento na criminalidade e novas ocorrências dentro das penitenciárias.

Segundo o deputado federal Capitão Alberto Neto (Republicanos), presidente da Frente Parlamentar Mista do Sistema Penitenciário, esta é uma situação grave e que precisa ser revertida. O parlamentar ressalta que o estado já padece com a atuação de organizações criminosas que atuam dentro e fora das unidades prisionais e a insegurança gerada por elas.

Alberto Neto solicitou informações ao ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, sobre os motivos pelos quais os presos de alta periculosidade retornaram ao estado, bem como o diagnóstico da pasta sobre as medidas que precisam ser adotadas para que não ocorram novas rebeliões no sistema carcerário.

“Considerando a gravidade da situação, somado às imprevisíveis consequências da proximidade dos líderes de facção com seus comandados, os riscos para população, e a necessidade de medidas que diminuam a criminalidade, esperamos a revisão e reversão das transferências”, disse.

Em 2019 e 2017, o sistema prisional do estado sofreu duas grandes rebeliões que terminaram com dezenas de mortos e foragidos. Os presos que estavam no regime federal foram transferidos do Amazonas após participação ativa nos massacres.

Leia Também

Siga nossas mídias sociais

redacao@portaldacapitalam.com.br

(92) 99514-1517

Portal da Capital Am

Informação com Credibilidade

Copyright © Todos os direitos reservados.