Deputado Federal, Eduardo Bolsonaro, não alcança assinaturas para uma CPI das urnas eletrônicas

Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

BRASIL – O deputado federal, Eduardo Bolsonaro, informou através de uma resposta a um comentário em uma rede social, que não conseguiu as assinaturas necessárias para abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigaria o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). São necessárias 171 assinaturas para começar uma CPI.

“Eu não elejo todos os deputados do Congresso”, disse ele. Na mesma ocasião, ele se queixou de ser alvo de critica de seus apoiadores ao declarar: “No mais, pode me trocar em 2022 que seguindo este teu pensamento lançando pedras justamente naqueles que tentam fazer algo se expondo e expondo suas vidas de fato nada vai mudar”. Completou dizendo:  “O que você acha que vai acontecer comigo quando meu pai deixar de ser presidente?”.

Desde o dia 4 de agosto, o deputado tem usado as redes sociais para se manifestar sobre o assunto. Ele anunciou que iria abrir uma CPI depois que um inquérito aberto pela Polícia Federal ter citado que os sistemas da Corte eleitoral não são confiáveis.