terça-feira, 27, outubro, 2020
Jack propõe cortes na Prefeitura e Câmara para criação de bolsa estágio para juventude

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Enxugar a máquina pública, para investir em mais políticas públicas e nos manauaras. Essa foi uma das defesas para o desenvolvimento da cidade de Manaus feita pelo cientista político e candidato a vereador, Jack Serafim (PSDB), em entrevista concedida ao programa Passando a Limpo do Portal Cm7, na tarde desta quinta-feira (15).

“Faço parte de uma corrente no Brasil que defende que os recursos públicos não podem ser gastos com a máquina pública. O orçamento de uma Prefeitura ou de qualquer administração no país, já tem metade do orçamento comprometido só para pagamento de folha. Sem falar os gastos com a manutenção das secretarias, como: energia, aluguel de carro e gasolina. Então, quando você vai ver praticamente todo orçamento já foi gasto somente com a máquina, e sobra o mínimo para políticas públicas. Isso não faz sentido algum! Então, é necessário que se diminua o tamanho dessa máquina para que esse dinheiro seja transformado em investimentos para os manauaras, e essa iniciativa deve partir da Câmara de Vereadores”.

Segundo Jack, gastando menos com a Câmara, a Prefeitura de Manaus poderá realizar mais obras e políticas públicas como, por exemplo, novas feiras populares, incentivo à cultura, ao esporte e até a criação de uma Bolsa Estágio para os jovens. “É muito recurso para pouco resultado. Por isto, vou propor a extinção do pagamento de combustível e aluguel de carro para o vereador, e aplicar esse dinheiro para a criação de uma bolsa de estágio para os jovens poderem ter uma primeira ocupação dentro da Prefeitura, da Câmara ou empresas. Tirando assim, nossa juventude da ociosidade e gerando oportunidades e a experiência necessária para ingressarem no mercado de trabalho. Mas lamentavelmente, hoje esse dinheiro é gasto com uma máquina que é pesada, e que não alcança os manauaras como deveria alcançar”, defendeu.

Apoio irrestrito aos professores e profissionais de saúde

“Sou filho de professora. Testemunhei minha vida inteira a luta de minha mãe pela educação. E foi através dela, com um giz em uma mão e os livros na outra, que ela pode sustentar os filhos, além de guiar várias gerações através da educação. Por diversas vezes ela teve que tirar do próprio bolso para fazer isto acontecer. E por ser grato a ela e a todos os profissionais de educação que me trouxeram até aqui, anuncio com antecedência que nosso mandato estará do lado dos professores. A causa que os professores trouxerem a Câmara contará já de partida com minha defesa e voto. Incluindo a revisão do Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos servidores da educação”.

Fora Wilson Lima

“O que o governador tem a ver com uma eleição municipal? A resposta é: tudo. Precisamos impedir que o projeto político falido do atual governador também ponha as mãos em Manaus. Durante a pandemia fui a única pessoa no Brasil proibida de falar sobre o COVID-19, a pedido do governador, após denunciar a falta de EPIs nos hospitais. Recorri e tive essa censura covarde anulada pela justiça. Isto me trouxe um senso de missão muito grande e por isto parei de resistir em entrar para a política. Precisamos impedir que pessoas despreparadas ocupem lugares importantes da política amazonense colocando em risco a democracia e principalmente a vida dos manauaras. Sou oposição ao projeto político de Wilson Lima. No palanque que ele estiver eu estou no outro” declarou.

Disputando pela primeira vez uma eleição com o número 45999, pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Jack faz parte de uma nova geração de políticos com formação e experiência que devem marcar uma das maiores mudanças que a Câmara de Manaus já viveu. O candidato é oposição ao grupo político de Wilson Lima e buscou um partido fora do arco de alianças do governador.

Leia Também

Siga nossas mídias sociais

(92) 99514-1517

Portal da Capital Am

Informação com Credibilidade

Copyright © Todos os direitos reservados.