segunda-feira, 26, outubro, 2020
Wilker e Dermilson protegem Amazonino e usam CPI para atacar opositores

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que era para investigar a área da Saúde das recentes gestões estaduais, incluindo o candidato a Prefeito de Manaus, Amazonino Mendes (Podemos), têm se perdido, principalmente porque os parlamentares da casa como Wilker Barreto e Dermislon Chagas estão usando a CPI para fins políticos.

Um dos principais defensores da CPI, deputado Estadual Wilker Barreto, que agora é vice-prefeito na chapa de Amazonino, usa de seus artifícios para atacar opositores nas eleições municipais, como vem fazendo com David Almeida (Avante).

Durante sessão na Assembleia Legislativa do Estado (ALEAM), ainda nesta semana, Wilker acusou os colegas parlamentares de boicotarem a sessão que votaria na prorrogação da CPI.

A CPI já promoveu 40 reuniões, ouviu 41 testemunhas, chegou a convocar o ex-secretário de Saúde da gestão Amazonino Mendes, Francisco Deodato, em agosto.

Com Wilker definido na chapa de Amazonino e para blindar o ‘Negão’, Wilker e Dermilson investem todo o foco das investigações nos demais candidatos que irão disputar à prefeitura de Manaus com Amazonino Mendes.

David Almeida, é o alvo, principalmente porque às pesquisas de intenção de votos indicam segundo turno entre ele e Amazonino, com uma possível vitória de David.

Almeida chegou a pedir para ser ouvido na CPI da Saúde, mas teve pedido negado pelo colegiado. Ainda por cima, desafiou Amazonino a prestar a mesma boa vontade e esclarecer os seus R$ 500 mil, o que provavelmente jamais ocorrerá. Wilker e Dermilson comeram abiu para o valor dito por David.

“Como eu não devo nada, estou me colocando à disposição da CPI, pedindo que a comissão aprove o requerimento, me convocando para prestar esclarecimentos. Não fui convocado, mas estou pedindo da CPI que aprovem o requerimento, porque eu tenho muito a contribuir e a falar sobre os problemas da saúde do Amazonas”, disse, Almeida que foi governador ‘tampão’, antes da gestão de Mendes.

A dupla Dermilson e Wilker além de serem fiéis aliados de Amazonino, usam a CPI para atacar os opositores e querem deixar todo problema da saúde nas costas do atual Governador Wilson Lima.

Vale ressaltar que na época em que Amazonino esteve no governo tampão (2017-2018), o líder dele na casa legislativa era Dermilson Chagas. Por outro lado, um dos critérios usados para que Wilker fosse anunciado como vice de Amazonino seria a lealdade, como anunciado no último dia 17.

Nos bastidores da política houve um certo espanto com a escolha de Wilker, já que o ex-secretário Francisco Deodato era o nome mais cogitado para vim como vice de Amazonino, mas ficaria ‘as caras’ já que Deodato é investigado na CPI. Nesse caso seria mais difícil blindar Amazonino e Deodato.

Leia Também

Siga nossas mídias sociais

(92) 99514-1517

Portal da Capital Am

Informação com Credibilidade

Copyright © Todos os direitos reservados.