sábado, 24, outubro, 2020
Mandetta é criticado nas redes sociais após China recomendar o uso da cloroquina

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Do Ig

O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, virou assunto nas redes sociais, nesta sexta-feira (21), após a notícia de que a China passou a recomendar o uso da hidroxicloroquina para o tratamento contra o coronavírus. No Twitter, o termo #MandettaGenocida chegou a figurar em primeiro lugar nos trending topics.

Em abril, o ex-ministro já havia sido bastante atacado na internet por se recusar a assinar um decreto liberando o uso da hidroxicloroquina para o tratamento de pacientes graves com Covid-19. Na época, ele explicou que não aprovou o documento por falta de embasamento científico.

O remédio defendido fortemente pelo presidente Jair Bolsonaro também foi motivo para o pedido de demissão de Nelson Teich, que assumiu a pasta com a saída de Mandetta. Em seu discurso, Teich disse que não iria manchar sua história por causa da cloroquina.

Nesta sexta-feira (21), Mandetta anunciou a pré-venda de seu livro Um Paciente Chamado Brasil, onde ele “narra com detalhes a luta para conter a Covid-19 no Brasil durante sua gestão”. A publicação também foi alvo de críticas dos internautas a favor do presidente.

Atualmente, o Brasil contabiliza 3.501.975 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus. O número de curados já chegou a 2.653.407 e os mortos somam 112.304.

Leia Também

Siga nossas mídias sociais

redacao@portaldacapitalam.com.br

(92) 99514-1517

Portal da Capital Am

Informação com Credibilidade

Copyright © Todos os direitos reservados.