domingo, 27, setembro, 2020
Remédios para doença conhecida podem ter efeito contra covid-19
A pesquisa foi conduzida em Israel e um dos medicamentos já é aprovado pelo órgão regulatório dos Estados Unidos

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Covid-19 – Uma nova pesquisa feita por pesquisadores de Israel indica que dois remédios para a doença de Gaucher podem ser eficazes contra o novo coronavírus, causador da doença covid-19.

As drogas são chamadas Cerdelga e Venglustat. A primeira já foi aprovada pela Food and Drug Administration dos Estados Unidos, agência análoga à Anvisa, enquanto a segunda está em processo de aprovação. Ambas precisam ser tomadas juntas para funcionarem como tratamento para a covid-19, propõem os pesquisadores.

O estudo sobre o potencial tratamento para a infecção foi feito pelo Instituto de Pesquisa Biológica do Ministério da Defesa de Israel.

A doença de Gaucher é uma desordem genética progressiva que causa uma série de sintomas, como fadiga, sangramentos, dores nos ossos, fraturas espontâneas, cirrose e fibrose. Apesar de a doença não ter ligação alguma com a covid-19, os pesquisadores acreditam que os medicamentos possam ser eficazes no combate ao coronavírus porque ele pode reduzir a carga viral nos pacientes.

“Isso indica potencial no tratamento efetivo de várias doenças virais – incluindo futuros surtos de novos vírus – assim que as drogas forem aprovadas”, informou o Ministério da Defesa da Israel.

Por ora, nenhum tratamento eficaz foi comprovado pela ciência em caráter definitivo. A Organização Mundial da Saúde suspendeu ontem o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina no tramamento da covid-19, com o objetivo de conduzir uma análise da segurança dos medicamentos aos pacientes. No mundo, existem mais de 100 de projetos de vacinas e 200 medicamentos em fase de testes para combater o novo coronavírus.

Com informações de Exame

Leia Também

Siga nossas mídias sociais

redacao@portaldacapitalam.com.br

(92) 99514-1517

Portal da Capital Am

Informação com Credibilidade

Copyright © Todos os direitos reservados.