sábado, 24, outubro, 2020
SES-AM retoma projeto coordenado pelo Sírio Libanês para reduzir superlotação nas emergências

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Três Hospitais e Prontos-Socorros da capital reiniciaram, nesta semana, o treinamento para redução da superlotação e melhoria do tempo de espera no atendimento. A ação faz parte do projeto do Ministério da Saúde (MS) “Lean nas Emergências”, realizado pelo Hospital Sírio Libanês e aderido pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), que está sendo retomado após o pico da pandemia do novo coronavírus no estado.

Os hospitais Platão Araújo, João Lúcio e 28 de Agosto retomaram a capacitação que objetiva reduzir em até 40% o tempo entre a passagem do paciente da entrada até a alta. No ciclo realizado nesta quarta-feira (23/09), no HPS João Lúcio, a equipe reviu todos os protocolos de atendimento na urgência e emergência.

“Eu acredito que, acima de tudo, a capacidade de pensar diferente, de maneira nova, refletir no dia a dia da unidade e ver que muitas coisas que já eram feitas há muito tempo, podiam ser repensadas e refeitas e implantando novos processos que, com certeza, têm melhorado a vida do nosso usuário do dia a dia”, disse o diretor do HPS João Lúcio, Daniel dos Santos.

Redução na internação – Na apresentação, o coordenador do Projeto, Juvenal Neto, mostrou que, no último ciclo de capacitações aplicadas pelo Sírio Libanês em outros estados, as unidades de saúde apresentaram um resultado médio de redução de 44% do indicador de superlotação. Além disso, houve a redução em 23% no tempo de permanência em um leito de internação hospitalar e 53% na redução do tempo de passagem pela urgência até a alta.

“Nós trabalhamos com o mapeamento de processos que envolve a entrada do paciente, a passagem do hospital e também pelas áreas internação. Ele é um método baseado em tempos, ou seja, mapeia um processo enxergando quais são os minutos que o paciente está em assistência ou que está esperando alguma coisa acontecer, seja um documento, uma medicação ou resultado de um exame, trabalhando a redução desse tempo de espera”, explicou.

Projetos futuros – Diretor do Hospital João Lúcio, Daniel dos Santos, falou sobre o projeto para melhorar a assistência e liberar pacientes que podem fazer uso da medicação em casa.

“O nosso projeto futuro é haver uma alta, não somente uma vez ao dia, mas sim dependendo da evolução clínica do paciente. Como faremos isso? Vamos fazer essa alta com liberações de medicações via oral e isso já estamos estudando junto com a Central de Medicamentos do Estado, modificando o padrão de medicações da unidade”, explicou.

O que é o Lean – O Lean é uma filosofia de gestão para melhoria de processos baseada em tempo e valor, desenhada para assegurar fluxos contínuos e eliminar desperdícios e atividades de baixo valor agregado.

A iniciativa faz parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS) para o triênio de 2018 a 2020. Mais de 60 hospitais já passaram pelo processo de gestão.

Leia Também

Siga nossas mídias sociais

redacao@portaldacapitalam.com.br

(92) 99514-1517

Portal da Capital Am

Informação com Credibilidade

Copyright © Todos os direitos reservados.