Travesti de 17 anos é assassinada e jogada em terreno baldio dentro de saco de estopa

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

O corpo da travesti encontrado dentro de um saco de estopa, no último domingo (19) em Boa Vista, era da estudante “Letícia”, de 17 anos.

Segundo o Instituto Médico Legal (IML), o nome da vítima no registro civil é Davi Mateus Leonardo Pereira de Oliveira. Ela foi identificada por familiares e por meio do exame de papiloscopia.

Conforme o laudo médico, Letícia foi morta por asfixia em decorrência de estrangulamento com fita de borracha. Ela também tinha facada na barriga, segundo a Polícia Militar.

Nesta segunda-feira (20), a Associação de Travestis e Transexuais do Estado de Roraima (ATERR) emitiu uma nota de pesar e declarou que a morte da adolescente sinaliza um crime de ódio e homofobia. O grupo clama por justiça e pede que o caso seja investigado.

Letícia foi encontrada em um terreno baldio, nos fundos do quintal de uma propriedade que fica na avenida Felinto Barbosa Monteira, no bairro Santa Luzia, zona Oeste de Boa Vista, em meio a galhadas. De acordo com a PM, a faca usada no crime também foi achada no local.

Leia Também

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com