segunda-feira, 28, setembro, 2020
Postagens usam foto de magistrado de manaus,para atacar juiz que analisou caso de rinha de cães

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Do Estadão

MANAUS – O Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região – Amazonas e Roraima (TRT11) divulgou nota de repúdio, na tarde desta quarta-feira, 18, contra as postagens que associam a imagem do juiz do Trabalho Substituto André Luiz Marques Cunha Junior à soltura de presos da rinha de cães em São Paulo.

Postagens com a legenda “esse é o juiz que apoia vagabundos de rinha” acumulam mais de mil compartilhamentos no Facebook. Porém, a rede social já anunciou que é falso o uso da foto do magistrado.

O magistrado que soltou os 40 envolvidos se chama André Luiz da Silva da Cunha. Ele, no entanto, atua no Fórum de Guarulhos, na Região Metropolitana de São Paulo. O magistrado decidiu manter a prisão de apenas um dos 41 detidos durante a operação policial em Mairiporã em uma audiência de custódia na segunda-feira, 16.

A Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 11ª Região reforça que o referido associado fora vítima defake newspor aqueles que divulgam informações de forma irresponsável, expondo indevidamente a figura do magistrado a discursos de ódio gratuitos, sem o mínimo de compromisso com conferência de veracidade.

NOTA DE REPÚDIO

O Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região – Amazonas e Roraima (TRT11) lamenta e repudia, com veemência, as postagens falsas, veiculadas nas redes sociais nesta quarta-feira (18/12), que associam a imagem do Juiz do Trabalho Substituto do TRT11 Andre Luiz Marques Cunha Junior à soltura de presos em uma “rinha” de cachorros na cidade de Mairiporã, São Paulo.

O referido Juiz do Trabalho atua na cidade de Manaus, no Amazonas, e não guarda qualquer correspondência com o caso citado, sendo indevidamente e levianamente citado nas redes sociais. Na realidade, o juiz responsável pelo caso, é o Juiz de Direito André Luiz da Silva da Cunha, da Justiça Estadual Paulista.

Acerca de postagens veiculadas em redes sociais associando o nome do Juiz do Trabalho Substituto Andre Luiz Marques Cunha Junior à soltura de presos em Mairiporã, São Paulo, esta Associação vem publicamente REPUDIAR veemente tais afirmações falaciosas e levianas, tendo em vista que o referido Juiz do Trabalho atua em Manaus/Amazonas, não guardando qualquer correspondência com caso citado, já que inclusive atua em ramo diverso do Poder Judiciário, conforme inclusive checagem de informações pelo Jornal Estadão na data de 18/12/2019 .

Portanto, juntamente com a perplexidade decorrente do comportamento leviano daqueles que divulgam informações inverídicas, adiantamos que tais fatos servirão de base para o requerimento de medidas judiciais para salvaguarda da honra do referido associado, bem como de toda a Magistratura Trabalhista da 11ª Região.

Relembre o caso

A Polícia Civil de São Paulo fechou uma rinha clandestina de cães, na noite de sábado, 14, em Mairiporã, na Grande São Paulo. Ao todo, foram presas 41 pessoas, entre elas um médico veterinário e um policial militar. Além disso, 17 cães da raça pit bull foram resgatados. Uma carcaça de cachorro também foi encontrada no local.

Entre os envolvidos há um médico veterinário de Manaus, que foi solto André Luís Sotero Vital, (CRMV-505), funcionário da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas.

Apenas o suspeito de organizar o evento foi mantido em prisão, todo o resto foi liberado, incluindo André Luís, que tinha a função de medicar os animais para que eles tivessem mais força para os duelos.

Leia Também

Siga nossas mídias sociais

redacao@portaldacapitalam.com.br

(92) 99514-1517

Portal da Capital Am

Informação com Credibilidade

Copyright © Todos os direitos reservados.