Polícia desarticula quadrilha acusada de desviar R$ 20 milhões usando a ONG “Pai Resgatando Vidas”

Manaus – Na manhã desta terça-feira (7), a Polícia Civil do Amazonas através da Operação “Pai tá off”, que visa desarticular uma organização criminosa que usava uma ONG (Organização Não Governamental) denominada “Pai Resgatando Vidas”, cujo principal coordenador é o empresário conhecido como “Pai Marcos Bastos”, e que está sendo acusado de desviar recursos públicos em Manaus e no município do, Iranduba.

Pelo menos oito pessoas ligadas a ONG já foram presas. Segundo as investigações, a ONG teria arrecado mais de R$ 20 milhões em doações, porém o dinheiro não teria sido investido na causa que a ONG defende. A ONG “Pai Resgatando Vidas” ficou conhecida em todo Estado por “ajudar” pessoas em situação de vulnerabilidade como, por exemplo, moradores de rua e dependentes químicos.

Ainda em 2024, o Ministério Público notificou a fazenda que “Pai Marcos” usava para “cuidar” das pessoas em situação de vulnerabilidade por supostas irregularidades. “Pai Marcos” também saiu como candidato ao cargo de deputado estadual nas últimas eleições, porém, não conseguiu se eleger.

A Polícia Civil vai disponibilizar mais informações sobre a operação ao longo do dia.