terça-feira, 29, setembro, 2020
Autor da morte de adolescente no Tarumã se apresenta na DEHS e assume participação no crime

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Manaus – A execução a tiros da adolescente Lenita Silva, de 14 anos, está quase que totalmente esclarecida pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros. A menor de idade foi encontrada morta com vários tiros no ramal da Praia Dourada, bairro do Tarumã, Zona Oeste, na noite do dia 23 de maio próximo passado.

Lenita Silva foi atraída para uma emboscada que teve participação direta de um homem que se dizia ser seu amigo identificado como João Matheus Sarmento, 19. Na tarde da última terça-feira, 2, o referido elemento compareceu na DEHS e confessou que convidou Lenita para participar de uma festa no Tarumã.

João Matheus foi buscar a adolescente na casa de sua avó no bairro da Compensa e horas depois ela apareceu morta com seis tiros no ramal da Praia Dourada. Lenita foi marcada para morrer porque vinha usando as redes sociais para ofender traficantes da facção criminosa Comando Vermelho (CV). A menor acusava a facção pelas mortes de seu irmão “Fernando” e de um dos seus amigos de infância, ocorridas no decorrer deste ano. Segundo João Matheus os líderes da facção se irritaram com o comportamento da menor de idade e deram a ordem para que ela fosse assassinada.

No seu depoimento João Matheus assumiu apenas a culpa de ter levado a jovem para a emboscada, mas negou que tenha disparado algum dos tiros que mataram Lenita. Os policiais da equipe da DEHS que investiga o assassinato da menor de idade já sabem quem os outros traficantes envolvidos no crime.

Fonte: Zacarias

Leia Também

Siga nossas mídias sociais

redacao@portaldacapitalam.com.br

(92) 99514-1517

Portal da Capital Am

Informação com Credibilidade

Copyright © Todos os direitos reservados.