TBT: Chico Doido paga propina para vereador de Iranduba

Chico Doido

O prefeito de Iranduba, Francisco Gomes da Silva, o Chico Doido, denunciou que estava sendo chantageado pelo vereador identificado como Pedro Paulo Castro de Almeida (Pros).

O vereador Pedro Paulo Castro, pensava que iria se dar bem ao colocar a mão no dinheiro vindo por meio de chantagem ao atual prefeito.

Porém o tiro saiu pela culatra após Chico Doido se propor a ajudar nas investigações na qual o mesmo aparece como “vítima” do pedido de propina.

Segundo informações, Chico Doido, informou o MP-AM (Ministério Público do Amazonas) que estaria recebendo chantagens e ameaças por meio do vereador.

Chico Doido, ao marcar encontro com Pedro Paulo Castro, filmou toda a ação que comprovou o pagamento de propina que seria no valor de R$ 10 mil, divididos em duas parcelas iguais.

Assista ao vídeo.

A prisão do vereador é o resultado do desdobramento da Operação Avaritia, deflagrada em agosto de 2019, pelo MP com apoio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, do Ministério Público do Amazonas).

Conforme informações, existia uma cúpula montada dentro do Poder Legislativo municipal especializada em pedir suborno.

A organização criminosa  vinha praticando cobrança de propina para a aprovação de Projetos de Lei na Câmara Municipal local. Foram ainda cumpridos 15 mandados de busca e apreensão e 15 de busca pessoal nas cidades de Manaus e Iranduba, inclusive e, imóveis pertencentes ao prefeito Francisco Gomes, o Chico Doido (DEM).

O objetivo da operação é desmantelar um esquema de propina montado dentro do Poder Legislativo municipal com envolvimento de outros parlamentares.

Ainda no mês de agosto de 2019, outros dois vereadores foram presos acusados de pedirem dinheiro em troca de apoio aos projetos do prefeito.

Também foi preso o vereador Kelison Dieb, que foi o flagrado em posse de arma de fogo sem registro.

O vereador Pedro Paulo, que também é conhecido como ‘Pepe’, é o terceiro parlamentar preso pela Operação Avaritia.

Outro vereador preso foi identificado como Jackson Pinheiro, que foi flagrado tentando jogar o celular dentro do vaso sanitário para destruir provas.

Os dois foram encaminhados ao 19º Distrito Integrado de Polícia, em Iranduba.

Veja o video:

https://youtu.be/Q8RC0qr0l_4

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui